domingo, 29 de maio de 2011

Rescaldo Biónico



Prestes a completar quatro anos de activada, o meu ouvido implantado acabou de entrar para a pré-primária, já não é nenhum bebé biónico e como qualquer criança de quatro anos encontra-se sedada na linguagem informativa, saciando conhecimento. 

Vejo o quanto cresci neste espaço de tempo, rodeada de progressos auditivos desde ouvir música, escutar sons vulgares do quotidiano, deliciar-me com os risos dos adultos e gargalhadas contagiantes das crianças, de como é impressionante um choro de bebé descortinar no meio de inúmeras porções sonoras. Saber virar para que lado o som surge, se bem que no inicio foi complicado acertar com exactidão a sua posição, todavia, o melhor milagre foi a de puder conversar ao telemóvel. Quem diria, uma surda profunda ouvir a conversa e assim responder de forma convincente, nem sempre é tudo um mar cor-de-rosa pois como qualquer outra tecnologia o Implante Coclear tem limitações, portanto significativa apenas por curta duração: ele não se dá bem com ambientes extremamente ruidosos.

E a chegada do novo processador Nucleus5 vem colmatar este defeito com uma melhoria do software, capaz em diminuir 50% do ruído de fundo, mas pensarei eu, será assim tão diferente? Não faço ideia. Gostaria de experimentar um dia. Portanto, posso perfeitamente conversar ao telemóvel sem ser necessário aclopar o cabo ao processador, clicando o botão MT  (Microfone e Telebobina incorporada) para escutar em simultâneo com imensa qualidade.

Ainda há dias, quando passeava com a Lua, sim tenho um animal de quatro patas inseparável na minha vida, ouvi uma pessoa me chamar repetidamente, revirei tantas vezes o rosto, ora para a esquerda e direita, não vi vivalma nenhuma. Até que se fez luz, dirigir a visão para cima em modo piloto. A senhora, com as rugas estampadas no rosto segurava um bebé junto do parapeito da janela, a sorrir num diálogo esclarecedor. 

Inacreditavelmente questionei o quanto fui capaz reagir ao som. Estes pequenos milagres existem mesmo nestes quatro anos de audição biónica e artificial, vou construindo a cada dia um pedaço de mim, e a única certeza é, de momento haver outro brilhozinho e do quão confiante sou! 

Vivendo um dia de cada vez.  

Sem comentários: