quarta-feira, 29 de junho de 2011

4 anos a OUVIR


29 de Junho de 2007 - 29 de Junho de 2011
4 anos a ouvir, e não me canso em dizer que sou orgulhosamente Cyborg
 
Hoje Coimbra bate-me na saudade.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Em marcha

O 4º Encontro Nacional de Portadores de Próteses e Implantes Auditivos vai acontecer mais uma vez este Verão na Cidade de TOMAR, organizada pelo Fórum Implante Coclear em Portugal com patrocínio oficial da Associação OUVIR.

Realiza-se no dia 16 de Julho, junto ao Jardim do Estádio e Parque Infantil, o ponto de encontro está marcado para as 10h em Várzea Grande perto da central dos autocarros e estação da CP. 
 

Para mais informações visitar o facebook e ou o site OUVIR.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Monólogo

Gosto de ajudar e partilhar a minha história, mostrar que para além da Deficiência Auditiva esconde-se um mundo cheio de possibilidades, de escolhas e sonhos. Eu sei que neste país plantado à beira-mar, a Surdez não deve ser um tabu medonho como qualquer outro tipo de deficiência, entretanto ela, a Surdez é invisível a muita gente, basta ter uma aparência natural em que o processador de fala esteja escondido por entre os fios do meu cabelo passar como uma qualquer igual - na verdade é exactamente esta a minha maneira de ser - sou uma qualquer IGUAL.

Surdez? Aonde? De vez enquanto, tenho de me relembrar deste pequeno pormenor, azar dos males esconde-me um defeito lixado: a doentia mania de a negar piamente, só a recordo na hora de retirar o processador de fala. Confesso ao mundo, sou incapaz de aceitar aquilo que a vida me retirou... recordo com imensa mágoa e agora posso ouvir, milagre tremendo. 

Então a vida avança e pula, pelo caminho vou conhecendo pessoas de todos os lugares rodeadas de fascínio e curiosidade num misto de esperança que chegue o dia para também puderem fazer parte desta grande história qual cordão contagiante - a de ouvir. E que vida! É uma coisa de outro mundo! Gosto e muito, por exemplo, de reconhecer expressões sonoras mesmo que possam parecer insignificantes, posso assim em cada som agradecer este presente e seja a melodia que for não serei egoísta para o guardar só para mim. Quero que o mundo possa testemunhar as minhas palavras naquilo que consigo escutar, quero transformar estes timbres, músicas para os olhos de quem não ouve, e de como os sons podem ser um novo mundo prestes a ser explorado intensamente entre o sonho e a realidade.

Por consequência, estas palavras fazem os encontros acontecer. Inevitavelmente de forma lenta mas penetrante, e as vidas mudam para sempre, no final nada será como dantes.  Apercebi-me que no meio disto sou uma espécie de fio condutor, com um toque inocente de responsabilidade nesta obra do acaso, será mesmo coincidência? É demasiada coincidência. Demasiados acasos.    

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Futuro Cyborg


É difícil conter a excitação depois de receber uma grande novidade de uma pessoa no final de tarde, e saber que muito em breve poderemos compartilhar experiências sonoras em conjunto com os nossos amigos cocleantes. E não, não somos poucos! O número de jovens que optam por um Implante Coclear tem estado a crescer significativamente, a da minha geração e é tão bom aperceber que as coisas estão mesmo a mudar. 

Devagarinho vamos emoldurando verdadeiras histórias de vidas, vidas reais em que antigamente só aconteciam nos filmes, é impressionante de como a tecnologia biónica se alastra a um ritmo relâmpago, com o fim de minimizar as verdadeiras dificuldades auditivas. Só quem tem coragem é capaz de ousar trilhar este caminho qual conto de fadas, a de redescobrir os sons.

Podemos escolher OUVIR e ninguém nos mais tira isto, nem a vida e a felicidade estampada no rosto. Tens muito à tua espera, vive intensamente, saboreia acima de tudo este momento e eterniza-o para todo o sempre. 

Terça-feira é o dia. Estarei a torcer por ti! 

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Manutenção Cuidada do Processador

Psiuuuu...

Não contem a ninguém, selem a boca depois de ouvirem a frase proferida, e oxalá que o Senhor de lá em cima do Céu não me castigue agora em diante do que irei aqui ditar:
O meu processador ainda não precisou de fazer a troca do cabo da bobina por desgaste, ainda não se foi abaixo electronicamente, não deixou de repente não funcionar, excepto quando houve pequenos intervalos intermitentes que barrou o sistema todo por estar num local deveras barulhento em que automaticamente o processador desliga e volta a ser ligado. 

O pequeno visor quadrangular onde podemos ver qual o programa que usamos - P1 - P2 - P3 e P4 - em diferentes contextos de ambiente, não machucou como tenho ouvido de algumas pessoas implantadas que ao fim de um tempo de uso ele acaba por se riscar ao meio - o segredo está na levidade da força com que pressionámos os botões... o nosso lema, é escutar o melhor possível que o implante nos fornece e tirarmos melhor proveito, quando notamos que o som está a ficar distorcido pode muito provavelmente ser o momento ideal para mudarmos a tampa microfónica por outra nova devido ao pó ou sujeira, e o normal é trocar de 6 a 6 meses para quem utiliza o Nucleus Freedom.

Acerca da tampa de borracha que protege a entrada directa do cabo para ligar ao Iphone, MP4, Televisão e Computadores, no meu rasgou-se por ser frágil demais, não necessita de cuidados pelo menos só nesta zona. 

De mês a mês, colocar o processador de fala no interior do desumidificador à noite, o equipamento desliga-se sozinho na madrugada, depois fica como novo! 

A caminho para os 4 anos de processador e o segredo? Cuidar bem dele como ninguém. Espero que dure o máximo possível e vou fazer por isso, afinal preciso de OUVIR... dependo unicamente dele para prosseguir a minha vida.