segunda-feira, 23 de março de 2009

Cartaxo


Como havia de ser, mais uma digressão musical desta vez para o interior de Santarém, no concelho de Cartaxo e é mesmo uma vila lindíssima, bastante calma por natureza e soube bem distanciar da confusão metrópole.

Fui ver a minha irmã tocar na combinação da arte e ciência orquestral, um conjunto de melodias sopradas nos instrumentos cativantes, sons divinais mergulharam adentro. Sinfonias. Fiquei completamente extática tendo fechado as pálpebras por instantes na maior parte do tempo até os músicos cessarem de vez e as palmas ecoaram o pavilhão.

Intervalo.

Tenho na mão uma folha A4, estou a ler um pequeno texto e ouço alguém a falar no microfone transparecendo uma voz grave que soa à Pato Donald, e um vislumbre desperta o córtex da memória auditiva em mim "dois mil e seis". Paro e rebobino a questionar, ouvi mesmo?! Ele disse "dois mil e seis?"

Pergunto à minha mãe sentada a meu lado, sussurrando no ouvido "o locutor disse dois mil e seis não foi?" e aqueles olhinhos castanhos cintilantes resplandece ao me citar "dois mil e três, e não seis" com um sorriso encantador.

1 comentário:

Laura disse...

A tua mãe devia etr ficado feliz e mais vás entendendo; mais feliz ela ficará...

Tão bom saber que estás a ir em frente. Eu já apnho o som do telefone a tocar e o pessoal que não qquer ir atender..o meu amrido então..faz de conta mas eu chamo-o e digo; o tel está a tocar...então? atende, ehhhhhh...Beijinhos e lá chegaremos meu amor de nina Alice...