quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Primavera à Vista


Depois da chuva, o dia raiou quente e caloroso com os pimpilares dos pássaros que jaziam escondidos nos ninhos de grandes árvores, pude ouvi-los estupidamente e bem longe do sítio em que estava. Foi bom reviver este som como se fosse a primeira vez, e acho que vai ser sempre assim, a sua melodia e encantamento produz em mim uma espécie de injecção.

O dia vai escurecendo, pintando o céu alaranjado e mais tarde será noite sem nuvens e as estrelas irão brilhar no alto do céu abraçando os miares de gatas com cio nas altas horas da madrugada, o miar agudo quase aflitivo parecido a um choro de um bebé.

Ouço isto à distância, dentro de casa com janelas fechadas e estores abaixados e tudo soa perceptível.

Sem comentários: