quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Descobertas nas Férias I

Deixei os dias passar, faltou aprontar certos registos durante o percurso das férias: as descobertas sonoras. Pois é, desleixei-me com o Sou uma Cyborg - Ouvido Implantado, ou melhor estive para borrifar. Tinha o exame ainda à porta apliquei como nunca, e fui merecedora em ter ganho um belo papo de olheiras na longa estadia deprimente. (supostamente para nada) - direi no próximo post.

Ainda por cima, enquanto descansava no paraíso verde recebi um telefonema de alguém, a propor um convite de honra irrecusável - onde já se viu uma coisa dessas, um doutor cujo rosto desconhecia por completo, soube a minha situação "pós-laboral" do antes e pós-Implante Coclear.

Claro, aceitei a pensar "bonito, bonito! Que mais pode vir abalar o meu mundo?" Escusado afirmar, andei numa pilha de nervos... 10, 20 ou mais pessoas a olhar e ouvir-me a falar pelo microfone com aquela barulhada colossal na Festa do Avante, em especial no Debate sobre as Tecnologias de Saúde ao serviço da Deficiência.

Bola para a frente, divulgação directa no Espaço da Ciência com diapositivos a serem exibidos no power point baseados no meu depoimento em todo o processo. Nessa altura, quis desligar-me de tudo, afastar dos livros e das canetas semi-vazias, mal sai da vazenda ouvia os sinos da igreja tocando. Era um som metálico, deu para diferenciar melhor, ali perto um ruído extenso aproximava da barreira-som a uns 2km, escutei a auto-estrada recheado de motores a sair disparatados, em alta velocidade.

Esteve por lá, também a fazer-me companhia em todos os entardeceres, andorinhas a cantar melodiosamente. Entretanto passei noites com o Implante Coclear activado, foi maravilhoso.

2 comentários:

reb disse...

já estou com pena de não ter ido à festa do avante :)
Adorava ter-te ouvido e ter-te conhecido pessoalmente! :)

beijinhosss

vida de vidro disse...

Estás a fazer descobertas emocionantes. É toda uma nova vida. Um beijo.