quinta-feira, 14 de março de 2013

Ouvir Lisboa com o IC

Lisboa apilhada de turistas, metro lotado e uma música surge de repente por detrás de mim, alguém toca acordeão - sei-o através do timbre que o instrumento produz ouvindo pelo processador. Sorrio. Simplesmente sorrio de como a vida é mais simples e fácil de sentir o mundo que nos rodeia  e ao mesmo tempo ser tão barulhento!

Não odeio o incomodo lascivo, certo existem ruídos desagradáveis mas antes pelo contrário gosto de os saborear infinitamente depois de duas décadas silenciosas, acabo por me aperceber de como a segurança auditiva é capaz de me reconfortar tranquilamente. No fundo faz imensa diferença para o meu dia a dia, de como é impressionante entender as pessoas onde não existe grandes dificuldades e obstáculos comunicativos comparadas na altura em que usava próteses auditivas.

Nada a ver, é incomparável, às vezes custa-me acreditar que sou capaz de ouvir, de sentir e ainda saber conquistar detalhes tão precisos de uma senhora sentada de frente para mim a perguntar se a carruagem parava no Colégio Militar/Luz quase tão baixo que me custava captar devido ao intenso  ruído do metro em andamento e lhe responder que sim.

O implante coclear é sem dúvida uma verdadeira bênção!      

Sem comentários: