terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Janeiro


E só ao 5º dia do ano 2010 decidi marcar os progressos auditivos ainda que similares no meu caso em particular, ontem a embriaguez descampou o passeio em água e de guarda-chuva aberto na mão ouvia os pingos a abraçar quase incontrolável no tecido impermeável.

Sentir o vento frio a tocar no meu rosto e fechar os olhos momentaneamente, as folhas balançavam, os pingos beijavam o solo e tudo isto foi para mim inesquecível ao ponto de aperceber que a cada dia a audição está mais aguçada e tão presente como nunca.

Subo as grandes escadas do edifício, enfiando-me numa sala amarfanhada de humidade e revejo os meus colegas ainda a curar da ressaca. Alguém lê em voz alta um papel qualquer, aproveito juntar-me à M. que segura a folha e dificilmente sei em que parágrafo o locutor procede na leitura.

Mas tudo muda, quando inexplicavelmente o meu ouvido implantado toma o lugar destacado a par da minha visão na literacia, que através de um conjunto de palavras reconhecidas esclareço o que entendo por estrutura literante auditiva. Tem sido bastante frequente, não cabe em mim tanto contentamento.

Mais um passo foi dado, que venham outros mas sempre cercada de estrelas sonoras.

1 comentário:

Olivia disse...

Minha doce e musical Sun Melody, te desejo tudo o melhor para este novo ano que começou. Você foi uma pessoa muito importante na redescoberta dos sons através do implante.

Adoro ler teus escritos cheios de música.

Te mando un beso enoooooooorme mi querida cyborg. :****