terça-feira, 15 de setembro de 2009

1º Dia de Reabilitação.


(retirada da internet)

Ontem não conseguia adormecer, já passava da uma de manhã, dei voltas e curvas na cama só para puder fechar os olhos e finalmente cerrar as cortinas da realidade. Nervosismo? Ansiedade? Esta mistura composta de sentimentos deu cabo de mim, só conseguia ouvir carros a passar na auto-estrada mesmo à frente do prédio onde estou hospedada.

Passando um tempo rendi-me ao sono, embora desperta para sentir o telemóvel vibrar debaixo da almofada. Já não tinha o processador de fala ligado, optei por o retirar de modo descansar o cérebro perante o treinamento intenso do dia seguinte.
Acordei a tremer, não de mim, mas da cama com ajuda de um telemóvel hiperactivo a espreguiçar amanhecendo, levantei-me e o sol ainda se encontrava por nascer absorto no meio de uma aragem indisciplinada em que os ramos das árvores oscilavam tremeluzentes.

Despachei-me a tomar banho, vesti-me e tomei o pequeno-almoço. Rodei a fechadura com as chaves que soou metálico ao meu ouvido implantado, fui descendo piso a piso até chegar à porta de entrada do prédio, no preciso instante em que puxei a passagem fui surpreendida pelo vento húmido. Cerrei os olhos, passando a mão nos cabelos, penteando-os.

Eram já sete e meia, segui em direcção a paragem para apanhar o nº7, que me levaria ao centro da cidade, encaixada no banco de trás teria de sair do autocarro próximo da Ponte de Santa Clara. Coimbra é linda aos meus olhos, toda a frescura e leveza enfeitiça a qualquer um!
Retornei a procura de outra paragem, a que me transportará para o Hospital dos Covões, bastou atravessar a estrada e andar um pouco mais para norte avistando uma placa com esses números, lá está o nº 14. A camioneta parada. A rugir pacientemente na chegada de novos passageiros, validei o bilhete e sentei no meio, ao lado da janela.

Cheguei ao sítio, bem tramada no terreno dos Cyborg's mas sobretudo corajosa de abraçar desafios permanentes e perturbados em relação a mim, custava acreditar que seria o primeiro dia do resto da semana.

(continuidade)

Sem comentários: