quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Transformei a Percepção


Houve mudanças do antes e pós-Implante Coclear muito expressivas, o primeiro detalhe logo depois da activação do aparelho foi o regresso do equilíbrio, desde a perda auditiva andava de forma desajeitada e pior ainda de noite quando havia pouca luz, não evitei algumas quedas. Um suplício!

Houve quem me dissesse, que não tinha sequer hipóteses de melhorar a minha fala humana devido ao tempo de surdez que padecia, qual quê?! Vou a cafés pedir iguarias, converso com amigos que há muito não reencontrava e a maioria deles não sabem de todo a minha actual condição de implantada, foram subitamente apanhados de surpresa quando desenhei as minhas novas cordas vocais diante deles. Vislumbrei rostos impávidos. Sorri apenas.

Sou muitas vezes abordada por desconhecidos que me perguntam as horas, as orientações de um lugar e não tenho problemas em responder. Já não há aquele olhar de estranheza e incredulidade que existia antes. A minha família e o meu namorado também repararam neste pormenor, ambos tentam a qualquer custo incentivar-me a melhorar a linguagem falada.

Nunca fui uma pessoa dotada para os assustadiços, pois na altura a minha visão era como a de um lince com as antenas de defesa em alerta. Hoje tem outro aspecto, já não centro bastante a função sensorial dos olhos pois adquiri outro sentido, a audição que admiravelmente sobressai tudo o resto. Ouvir também é ver e observar, é estar em alerta e viver.

3 comentários:

Laura disse...

É verdade nina, para mim mesmo sem implante ainda, basta ouvirem-me falar e voltam-se logo ou s epassam por mim na rua, a falar com outra pessoa, olham, e por vezes voltam atrás (como se eu nem desse conta, ehhh) ou fazem de conta que param ali porque tinha de ser ahhh, bem me rio para dentro, mas é apenas curiosidade da nossa fala de extra terrestres!...Olha que bem podiam aproveitar as nossas vozes para filmes diferentes...era néra?

E cá para nós, já só falta o amanhã de Domingo que não tarda, e depois a segunda já não conta porque é logo de manhãzinha muito cedinho...Estou calma, muito calma, e ao memsot empo ansiosa que a shoras passem para poder ouvir pela primeira vez em data festiva (O Carnaval) o Samba pela primeira vez na vida!

Beijinhos e desculpa não ter passaod por cá, não te tenho linkada e...demoro a procurar-te nos meus postes para depois te escrever...mais um xiiiiiiiiii apertado, da laura.

olinda disse...

Hola Sun, fico tão surpresa em ver na velocidade que você aprendeu a viver com esse novo sentido que te faltava. Claro que a gente observa com os ouvidos, do mesmo jeito que escutava-mos com os olhos. Todos os sentidos são defesas e prazeres. Eu adoro ficar escutando sem ler os labios, é uma sensação aliviadora, não devo fazer tanto esforço.

Ainda eu não tenho um mp3, devo procurar um e testar a música. Estou começando a falar por telefone mas devería praticar mais. Eu fico com medo de não entender.

Você é uma mulher muito inteligente e talentosa. Fico muito feliz com a tua vida com o implante. É fascinante

Te mando un besito bien grande

Van disse...

Pois a mim, perguntam-me, "és açoriana?" ou "és francesa?" ou "o que é que se passa com a tua fala?". Mas a melhor de todas, foi, "tens um piercing na lingua?"

Ah ah ah! essa do "o que é que se passa com a tua fala" irritou-me um bocado...pensei cá para mim, "e o que é que se passa com o teu cérebro?" mas, pronto, sabem lá o que fazem...