sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Ouvido Não-Implantado


Existe uma coisa dentro de mim, noutro ouvido, o pior que escuto ou quase nada. O não-implantado, cuja anatomia perdura a fragilidade desde os tempos de criança que de mês a mês espreitava uma otite malandra dedicando-me quilómetros de dor... de desespero, de choros contínuos com direito a mordidas na almofada no silêncio da noite, contorcendo na vontade de arrancar este sofrimento dentro do meu peito coclear.

Maldita otite!!

Sem comentários: