terça-feira, 30 de setembro de 2008

Electricidade Estática


Apanhei um choque de electricidade estática ao pegar no telemóvel à bordo do catamarã, uma faísca energética do meu próprio corpo suado em movimento.

Cargas eléctricas acumuladas por causa da humidade e tempo seco. Menos mal, o processador de fala podia ter ficado com a programação danificada ou corrompida, não quero imaginar o desespero de regressar novamente ao apático e terrivelmente mundo silencioso.

Não pretendo voltar tão cedo. Fujo dele, mesmo quando as pilhas de botão emitem tímidos avisos anunciando o desgaste dessas. O silêncio é como uma verdadeira tempestade tropical, fortes rajadas de pedras atingem sucessivamente, uma a uma, cada vez maiores de peso diante da minha muralha de ouro. Esta nunca irá quebrar.

Ainda bem que não se sucedeu, uffa.

2 comentários:

reb disse...

Foi só um susto, sun. Foi só um susto !

bjinhos

Cachopa disse...

inda bem ficou td bem =)