domingo, 27 de julho de 2008

SmartSound 1 e 2


Em Julho de 2007, quando comecei a escutar o mundo mal o Implante Coclear fora activado reparei num pormenor – o BEAM – o WHISPER - o ADRO – inicialmente não sabia o que significava este tipo de linguagem, o que era então?

Peguei no manual de instruções do Nucleus Freedom – e consta que se trata de uma tecnologia inovadora – o SmartSound 1 – um software que dá para armazenar vários programas de ajustamento no processador de fala á medida que as novas tecnologias evoluem até chegar um upgrade mais sofisticado e aperfeiçoado em termos de qualidade sonora.

Assim sendo:

O BEAM – Permite concentrar-se nos sons provenientes da direcção para a qual está a olhar. Pode ser utilizado, por exemplo, quando estiver a falar com alguém numa multidão onde existe muitos ruídos distractivos á sua volta.

O WHISPER – Está mais vocacionado para a detecção de sons baixos no silêncio. Poderá ser utilizado, por exemplo, quando estiver numa reunião ou formação onde é mais difícil ouvir a uma determinada distância.

O ADRO – executa ajustes automáticos quando se verificam alterações significativas de som entre alto e baixo. Poderá ser utilizado, por exemplo, quando existe muito ruído: os sons baixos são detectados com maior facilidade, os sons altos são mais confortáveis e a fala é clara.

Ora, em Fevereiro de 2008 actualizaram o meu processador de fala pelo tão badalado SmartSound 2, é efectivamente um ajuste inteligente para uma ampla gama de situações auditivas do quotidiano em que a pessoa utilizadora com o Implante do Nucleus Freedom pode tirar o melhor partido na estabilidade dos sons.

As novas características incluídas no SmartSound 2 foram: o RUÌDO, a NITIDEZ e por fim a MÙSICA.

O RUÍDO – Foi projectado para fornecer a melhor audição em sítios barulhentos, por exemplo, num jogo de futebol onde nutre a emoção, a excitação, podemos desfrutar todo este conjunto de sons.

A NITIDEZ – Tem um foco simples em compreender a pessoa que fale á sua frente quando há muito barulho em redor. Imagine, está numa festa alegre ou num restaurante, nestas situações de desordem pode querer reduzir o ruído em torno de si, para que possa desfrutar a conversa com o seu companheiro.

A MÙSICA – Foi concebido para permitir uma melhor descriminação musical em qualquer instrumento, assistir a concertos e ouvir gravações (CDs, MP3, Rádio, etc).

Portanto, houve uma disparidade em especial á música, no que respeita a intensidade dos timbres vocalizados, o ritmo de entoações e a clareza das vozes.

1 comentário:

Luz de Estrelas disse...

Mil beijooooooooooosss. Tb não conhecia este teu blog!!!